sexta-feira, 21 de abril de 2017

Mulheres não precisam de favores dos homens


As mulheres na Rússia ocupam mais espaço comparando-se ao que é observado em todo mundo, pelo menos é o que nos leva a acreditar com a leitura do artigo "Women don't need favors from men" publicada por Renata George no LinkedIn.


Segundo o artigo, mais de 40% dos cargos de executivos na Rússia são ocupados por mulheres, de acordo com o Relatório de Negócios Internacionais de Grant Thornton. De acordo com a Unesco, 29% das pessoas em pesquisa científica em todo o mundo são mulheres, contra 41% na Rússia. No Reino Unido, cerca de 4% dos inventores são mulheres, enquanto o número é de 15% na Rússia. 


O que é tão especial sobre as mulheres eslavas?


A Renata George explica que as mulheres eslavas não precisam de favores dos homens e consideram os homens um obstáculo menor do que chuva. Eles são imparáveis se eles querem algo suficientemente difícil! Essa atitude pode ser aprendida, no entanto.  


Ela recorre a fatos histórico que ajudam a entender as lições aprendidas para a serem visíveis nos negócios, sem dominar os homens. Ajuda também a entender porque elas sentem-se  seguras o suficiente para estar meio passo atrás dos homens e serem capazes de provar facilmente seu poder se desafiadas.


Dentre os fatos históricos, temos: 


  • Séculos de monarquia, quando o homem era  governante e único, com  poder absoluto e ilimitado na política nos negócios e na família. 


  • As mulheres sempre trabalhavam e sempre sustentavam seus homens.


  • O homem é a cabeça e sua mulher está atrás dele. Isso é tudo o que eles sabem, historicamente e culturalmente.


  • Em razão das guerras, os russos perderam 16 milhões de militares apenas na Segunda Guerra Mundial, as mulheres eram criadas para serem fortes e auto-suficientes é para preservar o trono do homem à espera de seu retorno.

A Renata George lista ainda 8 características que completam as explicações, de forma resumida:


1. Usar chapéus diferentes . Ter a capacidade de poder mudar seus papéis entre um chefe, uma dona de casa, uma amante e uma amiga a cada minuto. 


2. Ser trabalhadora. Não ter medo do trabalho duro. 


3. Integrar trabalho e vida. Trabalhar mais inteligente para economizar tempo para si.


4. Ter auto-confiança elevada. Ter uma imagem positiva de si mesmas.


5. Ser destemida. Não ter medo de ser rejeitadas. 


6. Aumenta a abertura. Ser muito aberta, direta,  intuitiva, inclusiva e curiosa.


7. Acostume-se à incerteza. Ter "incerteza" como palavra de ordem e  deixar sua zona de conforto como condições de vida.


8. Desenvolver a mentalidade de um hacker. Capacidade de pensar 360 graus, e não apenas "fora da caixa".


A linha de fundo é que as mulheres eslavas desempenharam o papel de um homem e isso não é algo que elas gostariam de fazer novamente. É por isso que elas não precisam competir com os homens e não querem lutar pelas rédeas. 


Elas respeitam os homens e obtém merecido respeito em troca. Assim, os homens as deixam aproximar-se e não têm medo de trabalhar de mãos dadas com mulheres eslavas. 


Nos países eslavos dizem que "o homem é a cabeça, mas as mulheres é o pescoço", por isso as mulheres lá governaram com sucesso os países por trás do ombro dos homens durante séculos. 


Caso tenha interesse da leitura na íntegra o artigo está disponível em https://www.linkedin.com/pulse/women-dont-need-favors-from-men-renata-george 



IDFM

Nenhum comentário:

Postar um comentário