domingo, 27 de setembro de 2015

A “Teoria da Bolinha de Papel” vai mudar a sua vida.

A "Teoria da Bolinha de Papel" vai mudar a sua vida | SOS Solteiros
Gostei e repasso !

A "TEORIA DA BOLINHA DE PAPEL" VAI MUDAR A SUA VIDA

Abordar questões sociais em ambientes acadêmicos, que geralmente tendem a criar tumultos verbais, é uma tarefa um tanto quanto delicada.
privilegio_sososolteiros_01
productivemuslim
Mas não foi um problema para o professor de ensino médio dos Estados Unidos. Em uma publicação para o Buzzfeed, Nathan Pyle conta como o mestre ensinou a seus alunos uma lição poderosa sobre privilégio. Prepare-se para questionar seus valores.

***

Inicialmente, o professor distribuiu folhas de papel para cada um de seus alunos. Na sequência, pediu para que as amassassem e lhes disse que nessa atividade todos estariam representando a população do país.

privilegio_sossolteiros

Em seguida, colocou um cesto de lixo na frente da turma, próximo a lousa.

privilegio_sossolteiros_03

E falou que, nesse país, todos teriam a mesma oportunidade para subir de nível na sociedade e melhorar sua condição financeira.

privilegio_sossolteiros_02

Para isso, eles teriam que arremessar a bolinha de papel e acertar o cesto. Mas não poderiam levantar de seus lugares.

privilegio_sossolteiros_04

Obviamente que a galera do fundão não gostou da ideia, dizendo que a atividade não era justa, pois as pessoas sentadas à sua frente teriam maiores chances de acertar a lixeira. Mas o experimento continuou.

privilegio_sossolteiros_05

As bolinhas foram lançadas e, como foi previsto, a maior parcela de estudantes que acertaram o objetivo estava mais próxima ao cesto. Poucos foram os alunos sentados no fundão que tiveram êxito em seu arremesso.

privilegio_sossolteiros_06

Então o professor lhes disse "quanto mais próximo estiver do cesto, melhor serão os resultados, é assim que o privilégio funciona, vocês notaram que os únicos que reclamaram foram justamente os que estavam afastados?"

privilegio_sossolteiros_07

"Por outro lado, quem está na frente da sala é menos propenso a ter consciência do privilégio em que se encontra. Tudo o que podem ver são 10 pés entre eles e seu objetivo ".

privilegio_sossolteiros_08

O professor concluiu dizendo que a educação é um privilégio, por isso, utilizar esse conhecimento adquirido para alcançar grandes objetivos deve ser tão importante quanto ajudar aqueles que não tem o mesmo acesso.

Via: Buzzfeed


Enviado do meu iPhone

sábado, 26 de setembro de 2015

Golpe em restaurantes - Fique esperto!


Todo cuidado é pouco quando estiver em grupo e for pagar a conta.  

Não confiar nos itens e nas quantidades é normal.

O golpe está no valor dividido que eles apresentam "gentilmente" no final da nota é apresentado como Total por pessoa.


Eles dividem o valor por uma quantidade menor de pessoas e passam para receber individualmente o pagamento. Resultado, o valor total pago termina sendo maior que conta que deve pagar.

O exemplo dessa dessa foto, estávamos em 6 e o cálculo foi feito com sendo 5. 

Se cada um pagasse o valor por pessoa indicado na nota o restaurante receberia R$ 579,48, muito além dos R$ 482,90.

Não foi a primeira vez que vi uma situação dessa.

O pior de tudo é que se vc fala algo, eles tem a cara de pau de dizer que foi um erro...

Fraude é Fraude ! Caso da Volkswagen


Imagina quantos "backdoor" e "Back Orifice" existem nos software e apps que coletam nossas informações?

Imagina o quanto estão vulneráveis  às pessoas, corporações  e a sociedade?

Quantas das grandes empresas mundiais estão dispostas  a abrir o código para a verificação (inspeção) de que se mantém a privacidade das informações ou de se verificar se faz o que se propõe a fazer?

Veja o que acontece quando se confia segamente na força de uma  Marca!

Exemplo de prepotência corporativa !
Presidente da Volkswagen renuncia por escândalo de fraude em poluentes

O presidente-executivo da Volkswagen, Martin Winterkorn, renunciou nesta quarta-feira (23), quase uma semana depois de o escândalo de fraude de emissões de poluentes em carros a diesel vir à tona. De acordo com o Grupo Volkswagen, o substituto deverá ser anunciado na próxima sexta-feira (25). Winterkorn, de 68 anos, estava à frente da empresa desde 2007.

No comunicado em que anunciou que deixou o cargo, o executivo diz: "Estou chocado com os acontecimentos dos últimos dias. Acima de tudo, estou abismado por como foi possível um erro de conduta de tal tamanho no Grupo Volkswagen".

Porém, Winterkorn ressalta que não está a par de nenhum erro que tenha sido cometido por ele (leia o comunicado de Winterkorn na íntegra ao fim da reportagem).

O comitê executivo do Conselho Supervisor da companhia, também em comunicado, destacou que Winterkorn "não tinha conhecimento da manipulação de dados de emissões". E informa que o ex-presidente também pediu para ser desligado da empresa.

Como tudo começou
A crise na fabricante alemã começou na última quinta (17), depois que o governo dos Estados Unidos acusou a marca de adulterar resultados em testes de poluentes, em 500 mil veículos vendidos no país. A desconfiança começou pela diferença entre nível de emissão obtido em testes oficiais e o de testes de rodagem.

Após investigar o caso, a agência ambiental americana (EPA) concluiu que a montadora utilizava um software que controlava a emissão de poluentes apenas no momento em que os carros eram submetidos a vistorias. Entre eles os modelos que possuem esse dispositivo, segundo a EPA, estão Jetta, Beetle (chamado de Fusca no Brasil), GolfPassat e o Audi A3 --da marca que pertence ao grupo Volkswagen. Eles foram fabricados entre 2009 e 2015.

A Volkswagen falou sobre o caso pela primeira vez no domingo passado (20), quando Winterkorn pediu desculpas, mas não mencionou que a má prática ocorria em outros mercados, além do americano. Na segunda (21), o presidente da montadora nos EUA, Mark Horn, foi mais enfático: "Nós ferramos tudo. Nossa empresa foi desonesta", afirmou, durante o lançamento do novo Passat, em Nova York.

No entanto, na última terça (22), a Volkswagen admitiu que 11 milhões de veículos a diesel em todo o mundo tiveram um software instalado a manipulação de resultados de emissões de gases tóxicos. E que separou 6,5 bilhões de euros, o equivalente a metade do lucro previsto para este ano, para consertar os carros e arcar com eventuais punições, como multas.

O que disse o CEO
Nesta quarta, o Conselho do Grupo Volkswagen se reuniu e Winterkorn divulgou um comunicado sobre a renúncia. "A Volkswagen precisa de um novo começo - também em termos de pessoal. Estou abrindo caminho para este novo começo com a minha demissão", afirmou o executivo na nota. "Estou fazendo isso pelo bem da companhia ainda que não esteja ciente de nenhum erro da minha parte", completou.

Neymar participou da coletiva da Volkswagen (Foto: Flavio Moraes/G1)Martin Winterkorn esteve no Brasil no Salão do Automóvel de São Paulo de 2012, e posou ao lado de Neymar
(Foto: Flavio Moraes/G1)

Pouca informação
Apesar de admitir que a falha atinge outros mercados, a Volkswagen não especificou em que outros países estão esses carros nem quais são os modelos e marcas. Disse apenas que eles utilizam o motor EA 189, que é 2.0 litro.

No Brasil, a lei não permite veículos leves com motores a diesel. Apenas picapes e SUVs podem rodar com esse combustível, além de caminhões e ônibus. O único carro vendido pela Volkswagen no país com motor a diesel é a picape Amarok.

Procurada pelo G1 na última terça (22), a Volkswagen do Brasil não respondeu se o modelo está envolvido, apenas divulgou a nota emitida pela matriz na terça, sobre os 11 milhões de carros que possuem o software no mundo todo.

Alemanha diz que não sabia
O Ministério dos Transportes da Alemanha negou nesta quarta que tinha conhecimento sobre a tecnologia usada pela Volkswagen para fraudar os testes de emissões de poluentes, apesar de reconhecer que sabia de uma diferença entre "testes" e emissões nas ruas.

Membros do Partido Verde questionaram o governo sobre a discrepância entre as emissões no ambiente de teste e durante a condução normal. O Ministério dos Transportes, respondendo em nome do governo, reconheceu em um comunicado que estava ciente do problema e que estava buscando regras mais rígidas. A resposta não reconheceu, no entanto, qualquer manipulação deliberada.

"Não havia nenhum conhecimento do Ministério dos Transportes sobre o uso de tecnologia de controle de emissões", disse um porta-voz do ministério.

O caso será alvo de investigação criminal na Alemanha e nos Estados Unidos, e também será investigado na Coreia do Sul.  

Leia o comunicado de renúncia de Winterkorn na íntegra:
"Estou fazendo isso pelo bem da companhia ainda que não esteja ciente de nenhum erro da minha parte. Estou chocado com os eventos dos últimos dias. Acima de tudo, estou abismado por como foi possível um erro de conduta de tal tamanho no Grupo Volkswagen. 

Como CEO, aceito a responsabilidade pelas irregularidades que foram encontradas nos motores a diesel e pedi aos supervisores que concordassem com a minha saída do cargo de CEO do Grupo Volkswagen. Estou fazendo isso pelo bem da companhia ainda que não esteja ciente de nenhum erro da minha parte. 

A Volkswagen precisa de um recomeço do zero - mesmo em termos de pessoal. Estou deixando o caminho livre para esse recomeço com a minha renúncia. Sempre fui movido pelo meu desejo de servir a empresa, especialmente aos clientes e funcionários. A Volkswagen foi, é e sempre será a minha vida. 

O processo de esclarecimento e transparência precisa continuar. É única forma de recuperarmos a confiança. Estou convencido de que o Grupo Volkswagen e a sua equipe vão superar esta grave crise."



Enviado do meu iPhone


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Criptografia - Garantia de confidencialidade ?


"O chefe de segurança também defendeu a necessidade de serem estabelecidas normas que garantam o controle das comunicações no país" se essa declaração partisse do governo brasileiro, seria motivos de muita polêmica... 

Minha leitura é que   essa declaração  do governo britânico é um atestado de que quem quer ter privacidade, confidencialidade tem meios de fazer que independe de política de governo!

Certamente no mundo dos negócios, está pratica   pouco utilizada, ainda é a "brecha" mais vulnerável para a espionagem, fraudes e atos ilícitos.

Um simples bate papo no WhatsApp ou troca de e-mail é o suficiente para a captura de informações.

Então, se quer segurança, pratique segurança e não espere pelo outros.

Veja matéria abaixo sobre o assunto e tire suas conclusões. Se a criptografia é suficiente para os terroristas de manterem "seguros" porque não para nós ?

Criptografia está dificultando monitoramento de grupos terroristas.

A criptografia está dificultando os esforços de monitoramento de ações terroristas. Isso porque as tecnologias estão em constante mudanças, afirma o chefe do serviço de segurança antiterrorista do Reino Unido MI5, Andrew Parker, em entrevista ao programa de rádio da BBC Radio 4’s Today.


Parker também assinalou que, para ter um monitoramento eficaz, é preciso que as empresas, as quais fornecem ou executam os serviços, atuem em colaboração com a lei. Também seria necessário acordos internacionais para colaboração e fortalecimento das atividades antiterroristas, visto que alguns serviços são disponibilizados fora das fronteiras do país - o que limita a ação das agências.


Vale ressaltar que a agência de serviços secretos conseguiu interceptar seis conspirações terroristas nos últimos 12 meses, mas a tendência é que esse número cresça cada vez mais. “Esse é o número mais alto de que me lembro em 32 anos de carreira e, certamente, o mais alto desde o 11 de Setembro”, afirmou o executivo.


O chefe de segurança também defendeu a necessidade de serem estabelecidas normas que garantam o controle das comunicações no país, visto que terroristas utilizam a internet como ferramenta para se comunicarem. O governo do Reino Unido está propondo uma lei que dará poderes de vigilância de comunicações eletrônicas para Serviços de Informações. 


Quando questionado sobre o que isso representaria para a privacidade dos cidadãos comuns, que utilizam a internet todos os dias, Parker afirmou que apenas aqueles que são de fato considerados uma ameaça é que são investigados pela MI5, acrescentando que a organização não realiza monitoramentos de larga escala para alcançar toda a população.


O objetivo do MI5 é vigiar “onde podem estar os terroristas e como se movimentam”, o que é difícil atualmente pela codificação das comunicações e os limites à vigilância eletrônica.

Segundo Parker, a ameaça terrorista continua a crescer, principalmente pela situação na Síria. “Eles estão utilizando aplicações seguras e comunicações pela internet para enviar suas mensagens e incitar atos de terrorismo entre as pessoas que vivem aqui”, observou.

*Com informações da Agência Brasil



Enviado do meu iPhone

sábado, 5 de setembro de 2015

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

#IoT - Escassez de profissionais

Software Engineers Build the Internet of Things - IT News
As expectativa de futuro de IoT é bastante promissora,  a tecnologia trás um mundo de oportunidades de novos negócios e também uma demanda bastante significativa de postos de trabalho. 

A escassez  de profissionais  para estas posições  pode ser maior obstáculo da IoT. Isto poderá criar um boom profissional para engenheiros de software, pesquisadores e demais especialistas necessários para ecossistema complexo de IoT, Cloud, BigData, Segurança e etc, quando em plena atividade econômica. 

Mas, esta demanda já existe sem ser percebida. 

Quem deseja sobreviver, ser fornecedor de tecnologia e protagonista deste cenário, já veem  atuando fortemente e  silenciosamente com pesquisa e desenvolvimento. 

Não se surpreenda,  o surgimento de novos protagonistas para o cenário, estes "anônimos" estão chegando com soluções disruptiva que transformará a vida como ela é hoje !

E você? 

O que está fazendo  para tirar proveito desta "nova era" ?  

Vai ficar esperando perder espaço para se capacitar ? 

Já pensou em ser um dos protagonista e fazer a diferença ou vai ser espectador?

Como formador de opinião e de talentos, já pensou em direcionar seu seguidores para futuro de possibilidades?

As possibilidades já estão aí...

Para finalizar, recomendo a leitura do post que aborda este assunto de forma  interessante. o assunto 

Software Engineers Build the Internet of Things

It's estimated that by 2025, industry and its devices, locations and users, will be connected globally via the internet of things (IoT), and in a way that the data collected can be extrapolated in a meaningful way. But before any of this can happen, software engineers have to manifest all those millions upon millions of connections.
The UK, a leader in the IoT, has fully committed to a development initiative that pledges £40m for funding science and innovation investments in healthcare, social care and Smart Cities and another £100m in what it calls "intelligent mobility" which includes driverless car technology and its integrated telecommunications systems.
While the technology could provide significant job opportunities, a lack of candidates may be the IoT's biggest obstacle. The dearth could create a boom for skilled software engineers attracted to the idea of an articulated end-to-end ecosystem and who are looking for significant professional challenges.

Hard Skills Overview

Kurt Peterhans, CEO of Axiros, a leader in device management and IoT solutions for service providers, enterprises, and OEMs worldwide, sees things from a device specific standpoint. For his company and many others in Iot's sphere, it's all about small gateways in private households.
"I'm not sure if this is special from machine to machine IoT," said Peterhans, "but the most important thing is that you are able to do holistic requirement engineering. This is really it. It's necessary." He continued that the overall philosophy is that as much logic and function as possible must reside on the device itself. "The software engineers need to have a very good understanding of device in programming," he added "and how to make firmware instructions for routers, gateways, etc."
The interface is IoT's lifeblood. All of the devices need to work together, connecting across gateways and orchestration platforms. "These programs are very, very deeply integrated," Peterhans continued, "so whoever wants to program must have a solid idea of how to address interfaces and how to read the specifications so that communication can flow over all this stuff."
The Axiros backend also requires fluency in Linux and Unix, although Cloud dominates at other IoT companies such as Ayla Networks. Ayla's Agile platform is designed to accelerate develop, support and enhance connected consumer products such as ovens.
The company's CTO Adrian Caceres said the largest of his three engineering teams is the Cloud group because the company tends to be the entire backend for its customers.
"Our cloud guys know how to scale the server," said Caceres. "They know how to architect things so it grows into millions and most of them have probably done that somewhere else or have had exposure to it. They also tend to be Java and Ruby guys."
He works with a device team as well and noted, like Peterhans, that it's imperative that the engineers who are tasked with connecting a device to the Cloud – or elsewhere – grasp the importance of developing the firmware's embedded software.
Mobile is another integral area of IoT. Ayla's mobile engineering team focuses on building easy-to-use applications to control and monitor customer devices. For Android Caceres noted his team leans toward Java and for iOS, it's largely Objective-C but Swift has been making strong inroads.

Soft skills Overview

Peterhans stressed communication skills. "You cannot develop here' in singles' as we call it," he said. "It's all about interdisciplinary approaches. You must be able to express your ideas and what you really need and want to solutions specialists from every area."
Both Caceres and Peterhans noted that the people they work with care deeply about having the system work end-to-end. That long view is really what differentiates them from other software engineers who are more likely to focus on a single element rather than the whole.
Not surprisingly, most of Caceres engineers are passionate about gadgets and what they can make them do. "They're into connected devices and can see an ultimate benefit of being connected," he said. "They tend to be early adopters who have created new things for personal use. A lot of our engineers have built connected stuff in their homes – often long before anyone ever talked about IoT."


Enviado do meu iPhone

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

#IoT - Gartner aponta que IoT revolucionará cibersegurança

Gartner aponta que IoT revolucionará cibersegurança

Gartner aponta que IoT revolucionará cibersegurança

Mais de 20% das corporações terão contratado serviços de segurança digital para proteger as iniciativas que utilizam dispositivos e serviços de internet das coisas (IoT, da sigla em inglês) até o final de 2017. A projeção do Gartner aponta ainda que o movimento de IoT causará uma revolução no mundo da segurança da informação.

A consultoria define segurança digital como expansão e extensão das práticas de segurança atuais aos ativos digitais. Em comunicado à imprensa, o vice-presidente de pesquisa do Gartner Ganesh Ramamoorthy afirmou que internet das coisas agora ganha força no mundo físico e traz um importante elemento para as preocupações com segurança.
Para o especialista, IoT redefine todo o escopo de segurança ao estender a responsabilidade para novas plataformas, serviços e direções. Olhando à frente, Ramamoorthy acredita que todas as empresas deveriam considerar reavaliar suas estratégias de TI e segurança da informação para incorporar os conceitos de digital.
O Gartner explica também que no mundo de IoT a informação é o combustível utilizado para mudar o estado físico dos ambientes por meio de dispositivos totalmente diferentes dos tradicionais computadores e desenvolvidos para funções específicas.
Diante do cenário, Ramamoorthy frisa que governança, gerenciamento e operações de segurança precisarão ser alteradas para acomodar todas as responsabilidades desse novo mundo, de maneira similar ao que aconteceu com a chegada do movimento de traga seu próprio dispositivo (BYOD, da sigla em inglês), mobilidade e computação em nuvem. 


Enviado do meu iPhone

terça-feira, 1 de setembro de 2015

A Lei do Caminhão de Lixo

Segue texto atribuído a Arnaldo Jabor, bastante oportuno para fazer o registro histórico do dia de hoje.

Boa leitura 


A Lei do Caminhão de Lixo 
       (Arnaldo Jabor)

"Um dia peguei um táxi para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa quando um carro preto saiu de repente do estacionamento direto na nossa frente.
O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em outro carro, foi mesmo por um triz!
O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente.
Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.
Indignado lhe perguntei: ‘Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital?!?!’
Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de “A Lei do Caminhão de Lixo.”
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, traumas e desapontamento.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar e,às vezes, descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal.
Isto não é problema seu! É dele!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.
Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas.
Fique tranquilo… respire... E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragar o seu dia.
A vida é muito curta, não leve lixo com você!
Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!

Tenham um ótimo dia, uma ótima vida e uma lixeira vazia.

Scale-ups: 8 coisas que você não sabia | Endeavor Brasil

Scale-ups: 8 coisas que você não sabia | Endeavor Brasil