terça-feira, 31 de agosto de 2010

Estamos perdendo conhecimento!

Recomendo leitura do artigo publicado no Blog do Silvio Meira - http://smeira.blog.terra.com.br/2010/03/05/o-dilvio-informacional/

Ele revela que em 2010 a quantidade de informação gerada no planeta será duas vezes maior do que o armazenamento disponível para guardá-la.

É surpreendente pelos números, pela velocidade da geração de informações, pelo volume de conhecimento acumulado que a humanidade dispõe e finalmente pela falta de capacidade de física de armazenamento.

Esta revelação me levou a uma reflexão e consequentemente vários questionamentos...

Se já começamos a NÃO ter meios de guardar informações, quantos conhecimentos simplesmente estão sendo descartados e pedidos?

Como sentiram-se os sábios na antigüidade diante da falta de capacidade naquela época ?

E agora, qual o impacto para as gerações futuras ? Qual será o próximo "Elo perdido" ?

Qual será a "paredes das cavernas" onde deixaremos marcados nossos conhecimentos?

Como será contada a historia com as lacunas que existirão? Como serão re-escritas estas paginas perdidas?

Imagine quantas duvidas existirão ?

A terra é redonda?...Ser ou não ser ?...Quem veio primeiro ?...

No novo contexto, a mosca será outra, mas a sujeira continuará sendo a mesma !

Uma coisa é certa, quem tem conhecimento e acesso a informações continuará detendo o poder!

Será que estamos diante de uma oportunidade de gerar riqueza para deixar como herança para nossos descendentes?...

Quem tem seu diskettes, pendrives, HDs, mp3,4,5..1000 guardem informações, não descartem nada...

No futuro o conteúdo deste artefatos arqueológico valerão um fortuna pelo conhecimento armazenado.

Eu já estou fazendo isso !

E vc tem duvidas agora?...

Boa leitura !

http://smeira.blog.terra.com.br/2010/03/05/o-dilvio-informacional/

IDFM

- Posted using BlogPress from my iPhone

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Viver ou Juntar Dinheiro? ( e Viva a Vida ! )

Compartilho com vocês o e-mail recebido do grande amigo Alexandre Solda.

Em resumo:

E Viva a Vida ! Mas não esqueça:

“Tudo na vida deve ser dosado, nunca ir para nenhum extremo, e cada um tem a sua própria dosagem”

Bom proveito !

Viver ou juntar dinheiro (Max Gehringer)?

Há determinadas mensagens que, de tão interessantes, não precisam nem sequer de comentários. Como esta, que recebi certa vez. Abre aspas. Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico. Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos quarenta anos, teria economizado 30 mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais. E assim por diante. Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas das viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei. Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis. Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na conta bancária. É claro que não tenho esse dinheiro. Mas, se tivesse, sabe o que esse dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade. Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro com prazer e por prazer. E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida. Fecha aspas.

(Emprego de A a Z, Max Gehringer)

Complementando:

Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, e depois perdem o dinheiro para recuperá-la. Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver no presente nem no futuro. Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se não tivessem vivido”(Dalai Lama)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Duas fraquezas humanas

Segue conteúdo originalmente recebido por e-mail.

A leitura do mesmo me levou a seguinte interpretação:

Existem duas fraquezas humanas bastante comum:

- O medo do desconhecido e

- O conforto de seguir caminhos já conhecido.

O medo deve ser encarado de frente para podermos evoluir, nunca saberemos a “força” do bicho sem enfrentá-los.

É muito mais fácil fugir dos nossos fantasmas!

O medo do desconhecido não pode nos travar. Não dever ser tratado como um sentimento de fraqueza e sim um motivador para avançar ! Vencendo este medo, estaremos diante de uma nova realidade, uma nova zona de conforto com outras incerteza, porem em um outro patamar evolutivo.

“Liberdade significa responsabilidade, é por isso que a maioria das pessoas a teme.”

(George Bernad Shaw)

Bom proveito !

Conta-se a história que a muito tempo atrás, um espião foi capturado e sentenciado à morte por um general do exército persa.

Esse general era conhecido por usar um estranho e cruel método de condenação. Deixava que o condenado escolhesse:

- Poderia passar por uma porta preta, rumo ao desconhecido ou

- Enfrentar o pelotão de fuzilamento.

Com a aproximação da hora da sentença, o general ordenou que o espião fosse trazido diante dele para uma última e breve entrevista, cujo único propósito era saber a resposta para a pergunta:

- O que você decidiu? Quer a porta preta ou o esquadrão de fogo?

Esta não era uma resposta fácil de se dar e o prisioneiro hesitou, mas logo disse que preferiria o esquadrão de fogo.

Logo depois, um ruído de tiros indicou que a sentença fora cumprida.

O general, olhando as botas, virou-se para seu ajudante e disse:

- Assim é com os homens, sempre preferem o caminho conhecido ao desconhecido.

- É uma característica do ser humano ter medo do desconhecido.

- E eu lhe dei o direito de escolha.

O que existe atrás da porta preta? - perguntou o ajudante.

- A liberdade - respondeu o general - e poucos foram os homens corajosos que a escolheram.

O que há atrás de sua porta preta?


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Qual é a sua geração?

Vale a pena a leitura deste artigo de Pedro Nadaf, secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia do Estado de Mato Grosso e presidente do Sistema Fecomércio/Sesc e Senac-MT.

Qual é a sua geração?



Por Pedro Nadaf

Sou um X, nada de incógnita, não pretendo discutir uma relação matemática. Falo da geração a que pertenço. Sou um Gen X para abreviar a questão. Sou de uma geração de pessoas que não vivem da utopia. Felizmente estou nas estatísticas dos que amadureceram, "rejuvenecendo" e que no trabalho não se assustaram com a chegada dos ansiosos, infiéis, insubordinados e apressados em subir na carreira, que é o perfil da maioria dos profissionais da geração Y. Escapei de me tornar um "slackers", que pertencem à minha época, mas que tornaram-se problemáticos, depressivos, pelo inconformismo da nova realidade social e rompimento de padrões, ou por outras questões pessoais e de trabalho.

Se sou fruto de uma geração chamada de perdida, procurei me achar, ora jogando sem medo, para o alto, algumas convenções e padrões impostos. Contudo mantive certas regras, que julgo fundamentais para uma vida, a exemplo da convivência hierárquica de pai e filho. Tenho dois filhos, Pedro e Thiago. A convivência nem sempre é harmoniosa entre a geração X e a Z , considerados nativos digitais, por nascerem no boom tecnológico. Há divergências de opiniões, da forma de ver o mundo, mas é diferente dos pais de outras gerações. É uma tendência dos pais X serem mais liberais, contudo, não deixam de cobrar a disciplina, as boas notas no colégio, solicitar que desliguem a televisão quando estão estudando, e vigiar o horário de chegar em casa, quando dão passaporte para as baladas.

Ter filhos que nasceram no advento da internet, para os pais da geração X, nem sempre é mais fácil do que para os baby-boomers, nascidos logo após a Segunda Guerra Mundial. Dizem que os indivíduos da Geração X guardam um segredo a sete chaves: eles geralmente relutam de perguntar o que não sabem em relação ao universo on-line. Já os boomers aceitam pedir ajuda neste assunto e com muita facilidade. Afinal, sua vida virtual não é assim bem desenvolvida, salvo exceções. Conheço muitos boomers surpreendentes no ambiente corporativo e muito antenados com a tecnologia.

Falando do mundo corporativo, nós da geração X tivemos gestores boomers que exerceram e têm exercido lideranças muito eficientes. Hoje somos os gestores da geração Y, e a nossa missão, sem dúvida, é mais árdua, não diria impossível.

Só gostaria de ver como será o amanhã, com uma legião de Y dando o comando para a geração Z. Será que nós da geração X seremos respeitados como respeitamos os boomers no ambiente corporativo? Penso até que isso possa ocorrer, mas com ingredientes inovadores no relacionamento.

Haverá sempre outras gerações nascendo e outras teorias para definir seus nomes. Hoje ao invés de perguntar qual é sua idade, podemos perguntar qual é a sua geração? Em tempo, da minha geração pertencem todos que nasceram entre 1961 a 1981 e sou filho, com muito orgulho, de veteranos. Qual é sua geração?

Pedro Nadaf é secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia do Estado de Mato Grosso e presidente do Sistema Fecomércio/Sesc e Senac-MT

Este texto foi retirado do site Artigonal (Diretório de Artigos Gratuitos)

IDFM


<Enviado via iPhone>


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Os mitos sobre a Geração Y

Pessoal,

Repasso para quem tem interesse de entender a Geração Y.

Trata-se de uma avaliação com base em pesquisa da PricewaterhouseCoopers, denominada "A geração Y no trabalho", que aborda o futuro das relações de trabalho e o posicionamento dessa geração ns diante de assuntos como responsabilidade corporativa, tecnologia, visão sistêmica e recompensas/benefícios.

Será que a sociedade e o mundo corporativo estarão preparados ?

Segue artigo originalmente publicado em http://www.focoemgeracoes.com.br/

Boa Leitura !...

IDFM


Os mitos sobre a geração Y

ago 19th, 2010 by Sarah Newton


De uns tempos para cá, temos falado muito que os jovens da geração Y são funcionários desleais, que esperam trabalhar naquilo que querem e do jeito que bem entendem. Porém, é possível que uma recente pesquisa acabe com esses mitos.

A pesquisa da PricewaterhouseCoopers, denominada "A geração Y no trabalho", analisa as opiniões e expectativas de cerca de 4.200 universitários de 44 países sobre o futuro das relações de trabalho, além de buscar perceber qual o posicionamento desses jovens diante de assuntos como responsabilidade corporativa, tecnologia, visão sistêmica e recompensas/benefícios.

Os resultados encontrados foram, de fato, bem interessantes

1. Treinamento e desenvolvimento são os benefícios mais valorizados pela geração Y – principalmente coaching e mentoring
No mundo todo, esses são, junto ao salário, os benefícios mais valorizados por um terço dos respondentes nos cinco primeiros anos de suas carreiras. 98% dos participantes afirmaram que trabalhar ao lado de mentores e coaches fortes é importante para o desenvolvimento pessoal. Os três benefícios mais populares entre os jovens da Inglaterra são treinamento e desenvolvimento (46%), bônus financeiro (45%) e direito a seguro de saúde (29%),

2. A geração Y não tem intenção de rejeitar as práticas de trabalho tradicionais
Os resultados mostram que, ainda que essa geração espere por boas oportunidades dentro da empresa, os jovens também se comprometem a cumprir as regras tradicionais do ambiente corporativo, como permanecer no escritório em horário comercial e respeitar a opinião dos gestores. Apenas 3% dos respondentes esperam trabalhar em casa e 18% deseja realizar, principalmente, trabalhos externos.

3. Ter responsabilidade corporativa é um ponto crítico para atrair e manter essa nova geração de trabalhadores
86% (76% na Inglaterra) considerariam deixar uma empresa cujos valores não fossem condizentes com os seus. Os universitários da Argentina (94%), dos Estados Unidos e do Brasil (estes dois últimos com 92%) demonstraram serem os mais idealistas nesse sentido. Políticas que contribuam para a mudança de clima parecem muito importantes para grande parte dos estudantes de forma geral (58%) e também quando se olha apenas para a Inglaterra (55%).

4. Eles querem viajar
Os participantes se mostraram muito abertos a trabalhar no exterior, principalmente os indianos (93%) e os holandeses (62%). 80% de todos os respondentes afirmaram que querem trabalhar fora. Da população inglesa, apenas 3% não queria sair de casa ao longo da carreira – 84% quer trabalhar fora e o restante não tem uma opinião formada.

5. Eles prezam a customização
40% dos participantes se sentem confortáveis em deixar o acesso livre aos gestores sobre suas informações pessoais, visando a segurança no ambiente de trabalho. Isso parece estar de acordo com os estudos recentes sobre a tendência desses jovens em compartilhar informações.
Mas, se sabemos o que essa geração quer, por que é tão difícil lidar com ela?
Uma outra pesquisa, do IDG, mostra que:

49% dos gestores de RH ressaltaram sua dificuldade em reter jovens universitários por muito tempo. 22% afirmaram que, em média, perde esses funcionários em menos de dois anos.

57% sentiram que havia muito mais a ser feito para reter esses jovens – a habilidade de identificar e reter os funcionários adequados seria um fator de sucesso crucial no momento em que a recessão econômica chegasse ao fim.

75% dos gestores de RH assistiram à grande parte dos estudantes deixando a universidade no meio do segundo ano.

78% desses gestores concordaram que seria muito benéfico um programa específico de desenvolvimento para aumentar a retenção destes graduandos.
Então quais poderiam ser algumas das regras de ouro?

1. Monte um treinamento forte e um programa de coaching/mentoring que seja claro e valha a pena.

2. Ressalte a essa geração a importância de agarrar as oportunidades de viagem caso elas surjam e mostre como esses jovens precisam agir para chegar lá.

3. Seja muito claro sobre a sua responsabilidade e a de sua empresa diante deles!

4. Pense sobre os benefícios que você pode oferecer a eles em termos de seguro saúde, alimentação, etc. Eles realmente apreciam os mínimos detalhes!

http://feeds.feedburner.com/~r/FocoemGeracoes/~4/koBMwWpsa6E



terça-feira, 24 de agosto de 2010

Saber aprender

Pessoal,

Segue mais um conteúdo obtido na net (via-email), aplicável ao dia-a-dia de qualquer um.

Em resumo, o texto aborda os seguintes assuntos:

Ter foco

Não ter foco

Aprender com erros (Seus e dos Outros)

Segue o conteúdo e Bom proveito !

Meus professores de engenharia adoravam falar: "Você não precisa saber isso, softwares fazem esses cálculos. O que importa, é você aprender a aprender.".

Sempre achei que isso era apenas uma desculpinha para nos ferrar, mas não é que eles estavam certos?

Saber aprender realmente é algo tem me ajudado demais, por isso considero como uma das mais importantes características do empreendedor.

Saber aprender, uma característica dos empreendedores:

· Tenha foco

Antes de qualquer jornada para o conhecimento, você precisa saber onde quer chegar. Sem um foco, qualquer idéia vai parecer uma boa idéia, mas não vai te levar a lugar algum. O empreendedor eficiente precisa saber escolher suas batalhas.

Como diria o Gato de Chesire, sábio habitante do País das Maravilhas: "Se você não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve".

· Não tenha foco

Saber onde quer chegar é uma coisa, se prender a apenas um caminho é outra. Não fique bitolado apenas estudando algo específico. Estudar mitologia grega, tipos de whiskies ou até o som do ornitorrinco um dia poderá se tornar algo que fará toda a diferença no seu negócio. (comentário meu: Meu entendimento é que as coisas que aprendemos, estudamos, o temos contatos ao logo de nossa vida e aparentemente não fazem sentido ou não são relevantes, são absorvidas e realizam conexões novas entre nossos neurônios que um dia são usadas, involuntariamente em nossos processos decisórios e na maneira de ser.....Talvez isso seja uma forma de querer me justificar os motivos de ter estudado (criado novas conexões de neurônios) Integral, derivada, analise numérica e outros bichos !

Um tal de Steve Jobs uma vez falou:
"Você não pode conectar os pontos olhando pra frente; você só pode conectá-los olhando pra trás. Então, você precisa confiar que os pontos um dia vão se conectar. Você precisa confiar em algo – sua intuição, destino, vida, karma, tanto faz. Essa abordagem nunca me decepcionou e fez toda a diferença na minha vida."

· Aprenda com os seus erros

Tudo bem que errar é humano, mas você não precisa ficar repetindo os erros né? Quando você fizer "caquinha", aproveite para analisar o que deu errado e fazer certo da próxima vez.

Reza a lenda que o inventor da lâmpada, Thomas Edison, ao ser intimado por seu patrocinador a interromper suas experiências, disse: "Por que desistir agora, que já sabemos muitos modos de como não fazer uma lâmpada? Estamos hoje mais próximos de saber como fazer uma lâmpada que antes".

· Aprenda com os erros dos outros

A postura "Isso nunca vai acontecer comigo. Eu sou a pessoa mais inteligente do universo. Mi mi mi, mi mi mi." dificilmente te ajudará. Ouça quem já passou pelo que você está passando e preste muita atenção onde eles já erraram para não repetir o mesmo erro. Se for pra errar, erre em algo inédito.

Acho que ninguém famoso falou nada sobre isso.

· Saiba onde procurar informação

Minhas maiores fontes de conhecimento são:

· Outros blogs

· Livros e revistas

· Outros empreendedores

· Amigos, colegas, meus sócios, etc.

· Google

· A realidade

Mais do que qualquer fonte de estudo, colocar algo em prática é a melhor forma de aprender. Por isso, Saia do Lugar!

Não lembro quem falou, mas gostei muito dessa frase: "O motivo mais comum para não colocar algo em prática é não querer trocar a ilusão do sonho pela realidade do feedback."

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Semear pequenos grãos


Mais uma Maravilha que recebi por email do amigo Luiz Arnanldo

A leitura desta mensagem me faz lembrar que isso acontece com freqüência não só no ambiente de trabalho. Me fez lembrar algumas coisas interessantes...

O líder, não são necessariamente aquele que tem o pode delegado da liderança, mas aquele que consegue realizar milagres com outros....

Quem vence as batalhas e morre no campo são os soldados, aos generais patentes medalhas e glamour das celebridades!

Uns são asfalto, outros são o rolo compressor e ninguém se lembra dos maquinistas.

Uns são sacrificados para outros sobreviverem!

Apesar de toda evolução da humanidade, a lei é muito primitiva...

... É a lei da Selva...

Cabe a nós, "os mastubadores mentais" plantar no dia-a-dia uma semente de verdade.

Eu já tomei minha decisão de ser um semeador desses pequenos grãos ! e vc ?

Segue o texto para reflexão



O Cavalo e o Porco

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça. Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo.


Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário:
- Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.

Neste momento, o porco escutava toda a conversa. No dia seguinte deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:
- Força amigo! Levanta daí, senão você será sacrificado!!!

No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:
- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer! - Vamos lá, eu te ajudo a levantar... Upa! Um, dois, três.

No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse:
- Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:
- Cara é agora ou nunca, levanta logo! Coragem! Upa! Upa! Isso, devagar! Ótimo, vamos, um, dois, três; legal, legal, agora mais depressa vai... Fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa!!! Você venceu, Campeão!!!

Então de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:
- Milagre!!! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa..."Vamos matar o porco para fazer um churrasco de comemoração!!!"

Ponto de reflexão


Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho. Ninguém percebe quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso.


"Saber viver sem ser reconhecido é uma arte."
Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se:
"Procure ser uma pessoa de valor, antes de ser uma pessoa de sucesso."

Uma dica (muito) simples de produtividade pessoal

Pessoal,

Repasso a vocês um conteúdo pescado na internet que considero interessante.

É simples e pode ajudar aqueles que ficam "desesperado" com o volume de coisas que se tem para fazer no dia-a-dia.

Bom proveito !... e FOCO !

Uma dica (muito) simples de produtividade pessoal

[O post Uma dica (muito) simples de produtividade pessoal foi publicado em Miguel da Rocha Cavalcanti. Visite e participe. Abs, @mcavalcanti.]

Recebi via comentário do blog, um link de uma dica muito boa de produtividade. É o Personal Kanban, ou kanban pessoal. Ou seja, uma aplicação simples da técnica que empresas como a Toyota usam para serem mais produtivas e eficientes.

O sistema é absurdamente simples. São dois itens: visualize seu trabalho e diminua/limite o número de coisas que você está envolvido em determinado momento. Eles sugerem que você crie um quadro ou folha em que separe em três partes: o será feito, o que está sendo feito e o que foi feito.

Limitar o que está sendo feito é meu maior problema. Eu sempre coloco muita coisa na minha lista de coisas a fazer. Eu parei de usar sistemas digitais de gerenciamento de to-do lists por causa disso: cabiam listas infinitas.

Eu acho que essa é uma dica que pouca gente reforça. Todo mundo sabe que você precisa se organizar, precisa de agenda, de planejamento, etc. Mas essa dica básica mudou minha forma de avaliar isso tudo.

O principal é colocar pouca coisa para fazer no dia, e focar nessas poucas coisas. Eles usam uma metáfora/comparação excelente.

Uma avenida tem uma capacidade determinada de carros, por exemplo 1.000 carros. Mas se você coloca mais do que 65% da capacidade, os carros começam a andar mais devagar. Se você coloca 100% da capacidade, tudo pára. Ou seja, cabe muito carro, mas a meta não é lotar a avenida, mas fazer os carros fluírem.

Quanto mais carros tiver na avenida, ou quanto mais tarefas você tiver na sua lista, menor vai ser a velocidade com que as coisas vão andar, acontecer. Mais lento vai ser seu avanço nos projetos.

Eu achei essa metáfora fantástica, pois sempre tentava colocar o máximo de ações/itens a serem feitos. E nunca conseguia, me sentia afogando, ou engarrafando. Agora faz todo sentido, o objetivo não é lotar a avenida, mas andar na máxima velocidade.

Abaixo o engarrafamento!

Em tempo: estou lendo outro livro sobre produtividade, com foco em pessoas criativas. Estou gostando muito. E o mais interessante é que a maioria das técnicas se repetem, mas a ênfase não se repete. Muita coisa que esse livro fala, já tinha visto em outros lugares, mas agora apareceu com mais ênfase e fez muito sentido para mim.

[O post Uma dica (muito) simples de produtividade pessoal foi publicado em Miguel da Rocha Cavalcanti. Visite e participe. Abs, @mcavalcanti.]

- via Feeddler RSS Reader

IDFM

<Enviado via iPhone>

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

3 dicas para sobreviver ao dia-a-dia

Segue dica originalmente dada por Usman Sheikh no blog Journey of a Serial Entrepreneur.

No meu entendimento, tratam-se de pontos importantes para o dia-a-dia de qualquer um.

São abordados:

  • Ser consistente nas opiniões;
  • Estar atento as palavras e pensamentos;
  • Dar voz as suas opinões.
Boa leitura e bom proveito!

IDFM

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Cores que fazem diferença.

Esta diferença faz uma diferença incrível !

Um dia vou entender essas diferenças.




- Posted using BlogPress from my iPhone

domingo, 15 de agosto de 2010

De pernas para o ar!


"As vezes, nossa vida é colocada de cabeça para baixo, para que possamos aprender a viver de cabeça para cima"
(Autor desconhecido)


- Posted using BlogPress from my iPhone

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Para reflexão


"Não exponha suas fragilidades em publico se não quiser se ver na privada!"
Igmar Falcone


- Posted using BlogPress from my iPhone


Porque o Tempo parece acelerar quando envelhecemos

    Compartilho com vcs uma mensagem recebida de um amigo (Alexandre Solda) que acho interessante

    Porque o Tempo parece acelerar quando envelhecemos

    O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.
    Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem
    portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.

    Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os
    batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

    Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais

    e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

    Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

    Nosso cérebro é extremamente otimizado.

    Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

    Um estudo mostrou que um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

    Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.

    Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando

    você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.

    É quando você se sente mais vivo.

    Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e
    'apagando' as experiências duplicadas.


    Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e
    porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

    Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa
    atenção parece ser requisitada ao máximo.

    Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

    Como acontece?
    Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente);

    O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência).

    Ou seja, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente.
    Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa são apagados de sua noção de passagem do tempo.

    Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.

    Conforme envelhecemos as coisas começam a se repetir - as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas
    de televisão, reclamações, -... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade,
    fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.

    Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas
    pessoas, na década.

    Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...

    ROTINA

    A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas
    ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

    Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).

    Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.

    Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente,

    um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.

    Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

    Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais.

    Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma,

    visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites

    diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.

    Escolha roupas diferentes, não pinte a casa sempre da mesma cor, faça diferente.

    Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.

    SEJA DIFERENTE! SEJA CRIATIVO!

    Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países,

    veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos.....
    em outras palavras...... V-I-V-A novos Momentos !!!

    Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.

    E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo,

    muito mais interessante e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

    Cerque-se de amigos.

    Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes
    e que gostam de comidas diferentes.

    Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?

    Aproveite este final de ano e planeje um Ano Novo com experiências e atitudes diferentes; assim você expandirá seu tempo e sua consciência.

    (Artigo de Airton Luiz Mendonça do jornal O Estado de São Paulo)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Conflito de gerações nas empresas

Conflito de gerações nas empresas

O FOCO Como multiplicador de Tempo, Resultados , Realizações.

Pessoal, resolvi republicar este post de agosto de 2010, por ser sempre atual.

Boa leitura!

O assunto de hoje é FOCO Como multiplicador de Tempo, Resultados , Realizações.

Nós encontramos algumas definições para Foco:

  • Ponto para o qual um sistema ótico ( lentes, etc) , faz convergirem raios luminosos e onde a imagem fica visualizada nítida.
  • Ponto de convergência;
  • Ponto central ou principal de uma questão.
  • Lugar donde saem emanações.
  • Ponto central do facho de luz de um farol

De uma forma geral, podemos dizer que Ter Foco é:

  1. Ter capacidade de atuar com uma finalidade;
  2. Ter todos os movimentos necessariamente apontados para um dado objetivo/resultado.
  3. Ter habilidade de não se dispersar, distrai e desviar.
  4. Não permitir que outros fatores e "bactérias do tempo" atrapalhem na caminhada ao objetivo (Definição: Bactérias do Tempo – São Objetivos oportunistas que consome o tempo e não produz resultado para o verdadeiro objetivo).
  5. É uma "qualidade mestra".

Ter Foco é simples! Depende apenas de dois atributos Disciplina e Saber dizer Não !

  • Com Foco conseguimos fazer aquilo que realmente deve ser feito;
  • Com Foco conseguimos nos curar das bactérias do tempo;
  • Com Foco conspiramos para a realização;
  • Uma pessoa Focada contamina os demais também para atuarem com Foco.

Ser focado incomoda e é impopular, mas tem a recompensa da realização!

Vale a pena!

Por isso desafio todos:

Ajustem suas lentes para o FOCO e multiplique seu Tempo, seus resultados e suas realizações !

IDFM


segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Mercado de ações - Como funciona?

A lenda dos macacos e o mercado de ações.

Num vilarejo, apareceu um homem anunciando aos aldeões que compraria macacos por $10cada.Os aldeões sabendo que haviam muitos macacos na região foram à floresta e iniciaram a caça aos macacos.


O homem comprou centenas de macacos a $10 e então os aldeões diminuíram seu esforço na caça. Aí, o homem anunciou que agora pagaria $20 por cada macaco e os aldeões renovaram seus esforços e foram novamente à caça.

Logo, os macacos foram escasseando cada vez mais e os aldeões foram desistindo da busca. A oferta aumentou para $25 e a quantidade de macacos ficou tão pequena que já não havia mais interesse na caça.

O homem então anunciou que agora compraria cada macaco por $50! Entretanto, como iria à cidade grande, deixaria seu assistente cuidando da compra dos macacos.

Na ausência do homem, seu assistente disse aos aldeões:

'olhe todos estes macacos na jaula que o homem comprou. Eu posso vender por $35 a vocês e quando o homem retornar da cidade, vocês podem vender-lhe por $50 cada'.

Os aldeões, espertos, pegaram todas as suas economias e compraram todos os macacos do assistente. E desse dia em diante, eles nunca mais viram o homem ou seu assistente, somente macacos por todos os lados. *

*Eis como uma lenda de macacos explica o funcionamento do mercado de ações !!!


- Posted using BlogPress from my iPhone

domingo, 8 de agosto de 2010

Incentivar - Inspirar - Ensinar - Aprender



No nosso dia-a-dia sempre estamos exercendo papel de líder, seja no trabalho, na família, em eventos sociais, etc..

Compartilho com vocês 4 pontos que considero importante e aplicável ao nosso cotidiano.

Como líder devemos:.

1. Incentivar as pessoas que lideramos. Incentivar para que elas brilhem e busquem o sucesso; Se realize com o sucesso deles!

2. Inspire e estimule os novos e novatos. Não deixem eles se sentirem abandonado. Eles precisam de seu apoio e esperam isso de um líder

3. Não guarde somente para você, ensine, compartilhe, dê feedback.

4. Aprender com seus liderados, nunca sabemos tudo, não menospreze a base de conhecimento acumulado deles, você vai se surpreender com os resultados;


“O líder impulsiona e movimenta processos, pessoas e idéias.”
Mario Sérgio Cortella e Eugenio Mussak


- Posted using BlogPress from my iPhone



Comece a caminhar - Os 10 benefícios da caminhada.

Compartilho com vcs mensagem recebido de minha filha.

Os 10 benefícios da caminhada!
1. MAIS AMIGOS
A caminhada é um excelente exercício para manter as pessoas saudáveis e integradas na sociedade. Ajuda as pessoas a terem mais amigos!!!! A caminhada é também um excelente exercício para atingir um condicionamento físico saudável. Na caminhada, os riscos de lesões ortopédicas e cardiovasculares são mínimos em comparação a outras atividades.
2. AUXILIA NO CONTROLE DO COLESTEROL
A caminhada é uma atividade que emagrece, proporciona condicionamento cardiovascular e fortalece membros inferiores, além de reduzir as taxas de colesterol ruim (LDL e o VLDL) e aumentar o colesterol bom (HDL).
3. AUXILIA NO CONTROLE AO DIABETES
A caminhada é a atividade física mais indicada para o diabético, que deve praticá-la de três a quatro vezes por semana por, pelo menos, meia hora. A principal dica é usar tênis confortável e caminhar em local plano, sem buracos e bem ventilado. Já foi demonstrado em muitos estudos que a realização de exercícios reduz os níveis de glicose e melhora a ação da insulina. Essas ações reduzem a necessidade de medicamentos orais e a dose de insulina a ser aplicada. Além disso, o exercício queima calorias, o que ajuda no controle de peso e melhora o humor, ajudando a enfrentar os problemas da doença.
4. É BOM PARA O CORAÇÃO!
Como é uma atividade aeróbia, provoca a oxigenação cerebral e, se realizada rotineiramente, é capaz de liberar endorfinas — os hormônios que tranqüilizam e dão a sensação de bem-estar. A lista de doenças que a caminhada ajuda a evitar é imensa: acidente vascular cerebral, depressão, ansiedade, osteoporose, artrose, obesidade, diabetes “mellitus”, câncer de intestino e até intestino preguiçoso.
5. AUXILIA NA PREVENÇÃO À OSTEOPOROSE
Exercícios com suporte de peso (mesmo que o peso seja o seu próprio corpo) tais como caminhadas, exercícios aeróbicos, tênis e jogging são essenciais para o paciente com osteoporose. Mulheres no período pós-menopausa devem consultar o médico para verificar a necessidade de tomar estrógenos e progesterona (ou somente estrógenos para mulheres sem o útero). Esses medicamentos podem parar rapidamente a perda de osso, aliviar alguns dos sintomas associados à menopausa, beneficiar o coração por aumentar o "bom colesterol” (HDL) e diminuir o "mau colesterol” (LDL). Vale lembrar que se admite que os estrógenos podem aumentar ligeiramente a probabilidade do câncer de mama e útero. O paciente e seu médico determinarão a melhor alternativa em cada caso.
6. OSSOS MAIS FORTES
Assim como os músculos, os ossos se tornam mais fortes com as atividades físicas. Os melhores exercícios para os ossos são os exercícios de sustentação do peso, que forçam a pessoa a trabalhar contra a gravidade. Esses exercícios incluem a caminhada, corrida, subir degraus, musculação e dança.
7. MAIS VITALIDADE
A caminhada regular, desde que bem orientada, traz ao praticante uma série de benefícios como:
- Melhor estabilidade articular;
- Aumento de massa óssea;
- Aumento da taxa de hormônio do crescimento;
- Diminuição da freqüência cardíaca de repouso;
- Diminuição da pressão arterial;
- Melhor utilização da insulina;
- Controle da obesidade;
- Diminuição do risco de varizes;
- Diminuição do risco de derrame cerebral;
- Diminuição do risco de arteriosclerose;
- Diminuição do risco de lombalgia;
- Aumento da força;
- Aumento da flexibilidade;
- Aumento da resistência aeróbica;
- Aumento da resistência anaeróbica;
- Facilitação da correção de vícios posturais;
- Aceleração da recuperação de várias cirurgias;
- Melhora da qualidade do período gestacional;
- Facilitação do parto normal;
- Facilitação da mecânica respiratória;
8. AUMENTA A EFICIÊNCIA DO SISTEMA IMUNOLÓGICO
9. DIMINUI O ESTRESSE E COMBATE A DEPRESSÃO
A caminhada ajuda no tratamento de distúrbios psicológicos. Caminhar por 30 minutos, três vezes por semana, pode ser tão eficiente no tratamento de depressão aguda quanto a utilização de medicamentos.
10. CAMINHAR EMAGRECE!
O excesso de peso pode aumentar o risco para doenças cardiovasculares na medida em que aumenta suas chances de desenvolver hipertensão (pressão elevada), níveis elevados do "mau colesterol" e diabetes. A caminhada pode ajudar — e muito — a alcançar o peso ideal para manter a saúde.

Mudar é fácil!


Mudar sempre é muito difícil, mesmo quando buscamos uma nova área de conforto.

As resistências devem ser enfrentadas de frente e logo!

Depois tudo fica mais fácil !

Então mude !

IDFM


- Posted using BlogPress from my iPhone

sábado, 7 de agosto de 2010

Anfitrião na minha terra tem outro nome

Entende-se por Anfitrião como sendo "aquele que recebe em casa"...

Pois bem ! ...

Pelo que encontramos na definição do Wikipédia, na minha terra anfitrião tem outro nome!

Tirem sua próprias conclusões e se divirtam !

Segue conteúdo do Wikipédia.
http://pt.m.wikipedia.org/wiki?search=Anfitrião+



Na mitologia grega, Anfitrião era marido de Alcmena, mãe de Hércules. Enquanto Anfitrião estava na guerra de Tebas, Zeus tomou a sua forma para deitar-se com Alcmena e Hermes tomou a forma de seu escravo, Sósia, para montar guarda no portão. Uma grande confusão foi criada, pois Anfitrião duvidou da fidelidade da esposa. No fim, tudo foi esclarecido por Zeus, e Anfitrião ficou contente por ser marido de uma escolhida do deus. Daquela noite de amor nasceu o semideus Hércules. A partir daí, o termo anfitrião passou a ter o sentido de "aquele que recebe em casa". O mesmo ocorreu com sósia — "cópia humana".


- Posted using BlogPress from my iPhone

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Antigo Conselho Chinês

A vida dá tantas voltas e é tão paradoxal no seu decorrer que tanto o mau pode vir a ser bom, como o bom pode vir a ser mau.

Assim, esperemos o dia de amanhã com Alegria e vivamos o de hoje em Plenitude



"As vezes as coisas aparecem como azar, Logo em seguida você ver que foi sorte sua o azar!"
(Igmar Dornelas)